Livro barato é no SubMarino

18 de dez de 2018

EMOCIONANTE! Assim foi o espetáculo da Earte, Grand Circo.



O GRAND CIRCO, trouxe para o mundo do ballet uma dinâmica diferente, onde a alegria e a emoção contagiaram a plateia e a todos os bailarinos.

Foi um grande sucesso em seus dois dias de apresentação no Centro de Convenções IBAV, com teatro lotado De uma plateia entusiasmada.

Mesmo em meio a toda tecnologia, o circo sobrevive e continua fascinando famílias ao redor do planeta com sua tradicional forma de levar diversão às pessoas de todas as idades. E como não poderia deixar de ser, o Grand Circo Earte arrancou risos, muitos aplausos e ainda arrebatou corações, deixando muitos com lágrimas de tanta emoção.


As pequenas bailarinas levaram o público ao delírio. Mágicos, contorcionistas, motoqueiros do globo da morte, mímicos, animais e elementos circenses importantes marcaram presença. E ainda com a participação especial da Escola de Circo do Charmosinho que deixou a alegria completa com seus artistas em perna de pau, tecido, palhaços, malabaristas e mostrando que toda essa sintonia passa de pai para filhos. 


Assim como no verdadeiro mundo circense, a Earte tem sua história familiar, onde a paixão e amor pela dança há quarenta e seis anos vem sendo perpetuada. Para registrar essa passagem, a diretora artística, bailarina e professora Manuella Oliveira criou uma coreografia para que mães e filhas dançassem juntas. Chamada de “Gerações” essa dança causou emoção desde a sua construção, pois a realização de muitas mães é ver suas filhas brilhando no palco e, agora tiveram a oportunidade de dividir com elas essa grande paixão.

Manuella Oliveira, dançou com sua filha Catarina e sua mãe Telma, com a neta Julia, todas trilhando o caminho do ballet desde criança, paixão da família que passa de geração em geração.

O encanto pela dança sempre acompanhou Andiara Andrea, mas ela se realizou com a filha Ana e, quando a Earte oportunizou as adultas com aulas de ballet ela se completou, agora dançando com a sua filha, sente-se em êxtase. As histórias das famílias com a dança, assim como o circo, são infinitas e lindas. A aluna do ballet adulto, Jackeline Rocha que dançou com sua filha Ava, declarou, “foi um sonho! Meus amores juntos, a menina que eu fui, dançando com a mãe... Minha eternidade acontecendo, fiquei realizada.” Além delas, Lua Barreto e Sofia, Cíntia Vilaça e Beatriz dividiram o palco neste momento que jamais será esquecido.

Com a direção geral de Luiz Augusto Oliveira e Manuella Oliveira, a Earte encerrou o ano com sucesso em sua apresentação e já anunciou “QUEBRA NOZES” como tema do espetáculo de ballet de 2019.

Por Camila Xavier
Fonte:  Assessoria de Comunicação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui