25 de jun de 2018

Amô da frô.

Bromélias Raio de Sol (Orthophytum Burle-Marxii),Cachoeira da Fumaça (por baixo),P.N.C.D. | Foto: Jaime Sampaio


Tu aí que se riu d'eu 
Teu timo vai se muê 
Tu vai é chorá 
E sofrê.

Isso num é praga naum sinhô
É intendimento do vivê.

Num se dêxa uma frô
Sortano peufume 
Morrenu de amô.

Tu aí que tem o jeito
De querê todas as frô
Até as de espinho 
Que acha no caminho 
Mai só chêra
num sabe dá amô
imbostá a terra, prantá, moiá
Da trabaio ôh, ôh

Tu tem é um bicho de pé 
no juízo 
chulé no coração. 

ispinho nas ponta dos dedo
E chifre no cabeção 
As frô fina dispetala, murcha 
e te falta o que cherá 
As frô braba num chêra 
E só devolve o que tu dá.


By: Nara Mascarenhas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui

FNO

Sua marca no melhor lugar!