3 de ago de 2016

Aulas de música nas creches estimulam o desenvolvimento de diversas linguagens

Foto: Andreyse Porto

As mãos, apesar de pequenininhas, já começam a reproduzir ritmos e sons. A música se torna brincadeira, descontração e um momento lúdico, que é aguardado por centenas de crianças de cinco das 13 creches da Rede Municipal de Ensino. O programa Música na Escola, instituído em 2015, oferece aulas aos alunos do Ensino Fundamental e também às crianças de 1 a 5 anos, com o objetivo de promover o contato com a música independente da idade.
 
A professora de música Sarah Swanne Santos Vieira defende que as aulas dirigidas às crianças são importantes para a formação delas. “A música chega aos bebês quando ainda estão no útero, eles têm contato com os sons desde sempre. A atividade musical abrange todos os aspectos da formação do indivíduo - o corpo, a alma e o espírito.
 
A iniciação musical na Educação Infantil estimula áreas do cérebro que colaboram com o desenvolvimento de diversas linguagens. O programa busca não apenas promover a formação musical ainda na infância, mas também agir como ferramenta de transformação social, pois no ambiente em que é desenvolvida a aprendizagem as crianças têm a chance de exercitar o sentido de colaboração e o respeito ao próximo.
 
As atividades de musicalização começam mexendo com o próprio corpo das crianças, usando as mãos, os pés e a boca para reproduzir sons e marcar ritmos. A professora brinca com sons do cotidianos, como barulhos de objetos, dos animais, da cidade, que fazem parte da rotina das crianças. Sons fortes, fracos, agudos, graves, etc, também são diferenciados durante as aulas.
 
Já é possível perceber a mudança no comportamento de algumas crianças, muitas perdem a timidez e socializam mais”, garante a professora. Alguns com mais intimidade com os instrumentos, outros nem tanto, seja cantando ou dançando. O importante nas aulas é a diversão. As crianças experimentam novos instrumentos, conhecem novos sons e têm mais contato com os colegas socializando cada aprendizado.
 
“O objetivo das aulas de musicalização é promover o acesso a essa expressão da linguagem artística que é a música. As aulas têm um enfoque completamente prático, articulando criação, experimentação, performance, escuta e uma análise musical, trabalhados de forma bem lúdica”, explica Rosa Eugênia Vilas Boas, coordenadora do Programa Música na Escola.
 
Inspirada no método Willems, o qual defende que a música está ligada à natureza humana, pois desperta e desenvolve competências do homem, a professora de música Célia Zaiin explora o instinto, a emoção e o intelecto em suas aulas. “Acho a música muito necessária para as crianças, pois ela estimula a atenção e a disciplina, além de promover o desenvolvimento integral desses alunos na sociedade”, avalia.
 
“Fui aluna de música de Célia Zaiin quando era criança e posso garantir que isso foi muito importante para a minha vida, sei o quanto isso contribuiu para a minha formação”, conta a professora Lyvia Moura Almeida, hoje diretora do Centro Municipal de Educação Infantil Manoel Anchieta Nery de Souza, que fica no bairro Mangabeira.
 

As primeiras cinco creches a contar com as aulas são: Centro Municipal de Educação Infantil (Cemei) Manoel Anchieta Nery de Souza, Cemei Honorina Oliveira de Amorim (Liberdade/Tomba), Professora Eduarda Oliveira França (Conceição), Antonio Carlos Machado (Feira VII) e o Cemei Eduardo Pessoa de Miranda (Tomba).

Fonte: Secom/PMFS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui