Agora

 


#TerradeLucasCultura - Dos bichos que eu já fui o homem foi o pior



Mote : Poeta Jackson Karabina

Glosa:Nivaldo CruzCredo

Fui cavalo do cão,
Fui um pai de chiqueiro,
Um porco num lameiro,
Fui jumento ladrão,
Fui quíchi no colchão,
Urubú fui o maior,
Carniceiro do arredor,
Comia sem dizer ui,
Dos bichos que eu já fui,
O homem foi o pior.



Fui pichilinga de galinha,
Fui besouro rola bosta,
Pulga que pica as costa,
Um ganbá chei de murrinha,
Sapitaca de quartinha,
Muriçoca que sem dó
Vem lá dos cafundó
Com o zunido que possui,
Dos bichos que eu já fui,
O homem foi o pior.

Fui Carrapato mamona,
Fui Cascavel de lagêdo,
Daquelas de dar medo,
E fazer gritar madama,
Fui goiamum da lama,
Dos mangue lá do major,
Fui Baiacú do Marajó,
Cupim de casa que rui,
Dos bichos que eu já fui,
O homem foi o pior.

Fui Jacaré de lagoa,
Um macaco prezepeiro,
Fui tatu verdadeiro,
Caga sebo que voa,
Cachorro que anda atoa,
Já fui cobra cipó,
Já fui até mesmo Socó
E um calango de Tui,
Dos bichos que eu já fui,
O homem foi o pior.

Xilogravura: “Ciranda dos bichos” de J.Borges. Disponível em: www.tempojunto.com

Postar um comentário

Comente aqui

Postagem Anterior Próxima Postagem