Livro barato é no SubMarino

23 de mai. de 2021

#TerradeLucasTurismo - Festival Ressonar lockdown edition reune mais de 20 shows

A 12ª edição do Ressonar Festival acontece entre os dias 26 e 29 de maio, através do canal oficial do evento no Youtube (youtube.com/RessonarFestival). Pela primeira vez, o festival terá uma edição virtual por causa da pandemia e traz uma programação com 23 atrações musicais, DJs, entrevistas e apresentações culturais com mestres da cultura popular da região.

Nesta Lockdown Edition, as batidas eletrônicas que consagraram o Ressonar Festival como referencial de cultura rave da região dividem as atenções com apresentações musicais e culturais da região. Nas 11 edições, o festival foi realizado durante a primeira lua cheia do ano, na Chapada Diamantina, nas cidades de Lençóis e Piatã. Este ano, a versão digital do evento acontece na lua cheia de maio. Por conta do atual cenário, as apresentações foram gravadas em belas paisagens da Chapada Diamantina e também no teatro da Pousada do Capão.

“Se adequar ao 'Novo Normal' tem sido o principal desafio de todos ao redor do mundo. Não foi diferente com o Ressonar Festival; foi preciso reimaginar as edições anteriores para recriá-las, virtualmente, e mesmo online superar as expectativas do público durante a transmissão”, explica Uirá Meneses, produtor cultural e idealizador do Ressonar Festival.

 Nesse contexto, a 12ª edição do festival privilegia artistas e Mestres da Cultura Popular da região, que sofreram grandes abalos durante a pandemia por conta de ter o turismo como principal fonte de renda. Na programação, nomes como Grupo Instrumental do Capão, Caeté Raiz, Yayá Massemba, Africania e outros prometem trazer a vibe do festival para dentro de casa, com boa música e belas tomadas das montanhas da Chapada Diamantina. 

Também fazem parte da programação as ladainhas e ritmos da capoeira angola de Mestre Lua e apresentações de grupos culturais tradicionais da Chapada Diamantina, como os Reisados de Dona Dezinha e Dona Domingas. Como em anos anteriores, a música de cura também estará presente no violão de Malin Schell e na música sagrada do Jarê de Pai Gil de Ogum (In Memoriam), Enarmonia e Franco. Os beats eletrônicos ficam por conta de DJs residentes na Chapada Diamantina.  Link:  youtube.com/RessonarFestival

Africania integra o Festival, com apresentação no dia 29

Em todas as edições presenciais do Festival Ressonar, o Grupo Africania foi destaque entre as atrações musicais. Nesta edição virtual, o grupo também está na programação, com um show especial que será transmitido no dia 29, através do canal do youtube do Festival.

Nesta apresentação, além de Bel da Bonita que fundou o grupo, o Africania conta com Daniel Penha da Quixabeira no vocal, violão e efeitos eletrônicos e Cid Fiuza na guitarra. O grupo vai trazer um show com pautado no samba rural da Bahia, através do disco ‘O Curador do Museu do Imaginário’, numa mistura em que o próprio Festival denomino Batuque Psi-codélico.

‘Africania é atração confirmada nesta edição do Ressonar Festival e promete agitar todo mundo com seu batuque psicodélico! Com forte identidade sertaneja e novo discos gravados, a banda  apre senta uma percussão vigorosa, que dialoga com diversas influências sonoras mundiais, como Acid Rock, Afro-Jazz e Música Caribenha. Também estão presentes em suas composições, uma pitada de Psy-trance, Música Progressiva e Psicodélica. Match perfeito com o Ressonar, não é verdade?’

O disco O Curador do Museu do Imaginário está em fase final de lançamento, mas já conquistou  diversos   espaços importantes para o grupo. No segundo semestre de 2020, com a canção ‘Da Quixabeira pro Gavião’, foi selecionado com o edital Calendário das Artes, lançado pela Funceb-BA, e o Prêmio Cultura e Desenvolvimento Local, promovido pela Ong Favela É Isso Aí e a Belgo Bekaert. Com ‘Vaqueiro Marvavo’, o grupo ficou entre os finalistas do Festival da Educadora FM. @bandaafricania


Enviado por Cid Fiuza

Fonte: OCordel.Com.Br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui