2 de mai. de 2021

#TerradeLucasCultura - Cantora Karol Freitas lança campanha de financiamento coletivo para finalizar primeiro EP

“Refúgio” aposta na poesia intimista com mistura de musicalidades afro-brasileiras. Campanha fica disponível até dia 20 de junho | Fotos: Eliab Alves

 A cantora e compositora feirense Karol Freitas lança uma campanha de financiamento coletivo para finalizar a produção do seu primeiro EP, “Refúgio”. O álbum, que conta com cinco músicas autorais (incluindo o single homônimo ao EP, lançado em março),  aposta na mistura de musicalidades afro-brasileiras, como o Samba e o Ijexá, e outras vertentes, a exemplo da Bossa Nova e da chamada Nova MPB. 

As composições de Karol trazem uma mistura de poesia intimista, reflexões e questionamentos que se conectam em algum ponto na vida de todas as pessoas. Para conhecer mais sobre o trabalho da artista e contribuir é só clicar no link: www.catarse.me/karolfreitasrefugio. A campanha fica disponível até 20 de junho de 2021 e os apoiadores recebem recompensas de acordo com o valor da doação. Mais informações podem ser acompanhadas no instagram @soukarolfreitas.


Natural de Feira de Santana, Karol Freitas cresceu envolvida com a música, mesmo durante sua graduação em Direito e formação como advogada, cantar sempre foi o seu "refúgio" e, há 4 anos, tem atuado na cena musical baiana. 


“Assim como várias pessoas encontram algum tipo de válvula de escape para aliviar o estresse, fugir dos medos, angústias e até da solidão, eu encontrei na música um amparo”, destaca a cantora que faz um convite em suas músicas para  libertação de amarras sociais, das tentativas de reconhecimento em se viver uma vida que, no íntimo, muitos não desejam. “É um chamado para sermos quem podemos e queremos ser”. Ouça aqui


O EP apresentará composições de Karol Freitas em parceria com o multinstrumentista Felipe Guedes, contando, ainda, com a contribuição do cantor e compositor Ian Lasserre e do estreante na cena baiana, Uenderson Guimarães, natural do município de Una (BA). Com direção musical de Dinho Filho, Refúgio tem produção executiva de Géo Barretto e está sendo gravado no Gato Preto Estúdio (FSA).


Acompanhe em:

Youtube: /karolfreitas

Instagram: @soukarolfreitas

Facebook: /soukarolfreitas

Spotify: Karol Freitas


QUEM É KAROL FREITAS


Com um repertório variado, Karol Freitas passeia entre o MPB, a Bossa Nova e o Samba Jazz, sempre realçando a riqueza da música brasileira, mas também trazendo elementos universais que conseguem traduzir suas emoções. Além de cantora, Karol descobriu-se compositora e lançou, em 2017, o seu primeiro single junto com o clipe, “Fio da Navalha”, uma bossa nova feita com Felipe Guedes e o cantor e compositor soteropolitano Ian Lasserre.


Desde então, já lançou mais cinco singles autorais. Entre eles estão “Conto de Ijexá” (2018), que também conta com um clipe, ambientado no mar do Rio Vermelho, e “Adultescência (Crescer Dói)”, em parceria com o cantor Daniel Dandê (2018).


Ainda em 2018, lançou a faixa “Eu perco a razão”, com participação do grupo Roça Sound, retratando a violência urbana e as sensações coletivas de medo. No mesmo ano, Karol também foi finalista do 16º Festival Metropolitano de Música Vozes da Terra, em Feira de Santana, com a canção “Samba da Caminhada”, outra parceria com Felipe Guedes.


Em 2019, em coautoria com a rapper feirense Duquesa, surgiu a canção “A Cor da Solidão”, que fala da solidão da mulher negra, uma vez que, estatisticamente, são as mulheres negras que sentem na pele os efeitos do preterimento durante toda a vida. Mulheres que, mesmo almejando estabelecer um relacionamento amoroso, passam a ser vistas somente pelo seu sexo expropriado e hipersexualizado. A música, que mescla samba com o rap, fala, acima de tudo, de representatividade.


Agora, a artista se prepara para lançar seu primeiro EP com canções autorais, intitulado “Refúgio”, que contará com direção musical de Dinho Filho.


Além de cantora e compositora, Karol Freitas é advogada, graduada em Direito pela Universidade Federal da Bahia (2015), concluinte do curso de Jornalismo na Faculdade Anísio Teixeira (FAT) de Feira de Santana e mestranda em Comunicação, Mídias e Formatos Narrativos pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB). Desde a adolescência, fazia aulas de teatro no Curso Livre do Centro Universitário de Cultura e Arte (CUCA) da Universidade Estadual de Feira de Santana, sua cidade natal, tendo feito, ainda durante a faculdade de Direito, aulas de canto na extensão da Escola de Música da UFBA – o que impulsionou ainda mais o seu desejo de atuar no campo das artes, não somente como cantora e atriz, mas também na seara da produção.


Já produziu shows de diversos artistas e bandas, foi produtora do projeto semanal “Rota Sons” na Varanda do SESI, fez a produção do show de lançamento do álbum “Sonoridade Pólvora”, do cantor e compositor Ian Lasserre, além de fazer a produção executiva do videoclipe “Maré”, lançado pelo jornal O Estado de São Paulo, em parceria com o diretor de filmagem Matheus Pirajá. Karol também atuou como produtora e assessora de comunicação de outros artistas, bandas e projetos culturais como o cantor Paulo Giron e suas bandas Catala à Brasileira e KombiNação; produziu a gravação do DVD do cantor Gil Camará; e, mais recentemente o IV Feira Sound System, que ocorreu no formato virtual. Atuou, ainda, na coordenação cultural de outros eventos como o Encontro Nacional de Estudantes de Direito (ENED 2016).


É radialista e já foi âncora do programa Sábado Livre na Rádio Sociedade News FM 102.1 de Feira de Santana. Atualmente, é assessora de comunicação, redatora publicitária e pesquisa sobre a história da mulher no radiojornalismo feirense.


Enviado por Gisele Santana (Assessoria de Comunicação)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui

Livro barato é no SubMarino