Livro barato é no SubMarino

3 de mar. de 2021

#TerradeLucasInformação - Alunas feirenses conquistam medalha e honrarias na Olimpíada Nacional de Ciências


Estudantes da Escola João Paulo I, em Feira de Santana, tiveram conquistas na Olimpíada Nacional de Ciências 2020. A medalha de bronze ficou com Alice Soares Oliveira. E as menções honrosas com Estela Maria Freitas Meireles e Gabriela Gomes Alves. Todas são alunas do 9º Ano.

Alice Oliveira falou do sentimento em ser medalhista. “Me senti muito orgulhosa e feliz, pois amo estudar e sei como é a vida do estudante compromissado. Essa conquista significa que, ao definir metas e sonhos, eu posso conquistar o que quiser, além de ficar cada vez mais claro o quanto posso melhorar a vida das pessoas e o local onde vivo com meu desenvolvimento intelectual. Sempre tive muito interesse na área científica e de pesquisa, pois acho que são peças fundamentais para o desenvolvimento humano. Quanto mais estudamos e nos empenhamos, acredito que possamos melhorar nosso mundo, tornando-o mais justo, sustentável e ‘humano’”, declarou.

Estela Meireles frisou o papel da instituição de ensino no processo preparatório. “A Escola João Paulo I sempre me ajudou na preparação para a ONC 2020. Tivemos aulas extras com os conteúdos da Olimpíada, que também me ajudaram nos estudos da própria escola”, pontuou a aluna, que ganhou também medalha de bronze na 5ª Olimpíada Brasileira de Geografia e de Ciências da Terra (GeoBrasil – OGB), realizada em 2019. Já Gabriela Alves disse que a autonomia desenvolvida na vida estudantil é um instrumento de vida que ela carregará e aperfeiçoará para alcançar objetivos humanos e profissionais.

A diretora do Ensino Fundamental II, Cássia Braz, também comemorou as conquistas. “Parabéns, meninas! Que resposta maravilhosa nós tivemos do trabalho desenvolvido pela nossa escola e, em especial, neste momento de ensino remoto. Minha gratidão a toda equipe!”, destacou.

Os professores que prepararam as alunas para a ONC 2020 foram: Ricardo Menezes, Química; Rozilda Ribeiro, Biologia; Jacyara Carneiro, Física; Almiro Santana e Karol Gama, Astronomia; e Andréa Vasconcelos, História. Ricardo Menezes destacou que “mais de 2 milhões de estudantes participaram da ONC 2020”. O resultado foi divulgado no dia 25 de fevereiro de 2021.

Alunos olímpicos e as universidades 

Para 2021 a Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), no estado de São Paulo, abriu inscrições gratuitas para 116 vagas, em 29 opções de cursos, destinadas a estudantes do Ensino Médio que sejam medalhistas ou tenham um ótimo desempenho em competições de conhecimento, a exemplo da ONC. Desde 2019, a USP (Universidade de São Paulo), na capital paulista, oferece vagas para alunos com medalhas em competições científicas também no Ensino Médio. No ano citado foram 113 vagas em 60 cursos.

Por acreditar no potencial dos seus estudantes, a Escola João Paulo I incentiva a participação deles nas competições de conhecimento já no Ensino Fundamental II. A proposta é fazer com que os alunos cheguem ao Ensino Médio mais preparados para as olimpíadas desta etapa educacional e, por consequência, tenham maiores chances de ingresso nas universidades.

Fonte: Assessoria de Comunicação Escola João Paulo I

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui