Livro barato é no SubMarino

7 de set de 2019

Iniciado Curso de Libras para funcionários do Hospital Clériston Andrade



Teve início nesta segunda-feira, 02 de setembro, o I Curso Básico de Libras do Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA). Com o título “ASAS: Acessibilidade em Saúde no Atendimento de Surdos”, o treinamento será feito através da Diretoria de Enfermagem e do Centro de Educação Permanente (CEPER), em parceria com a Universidade Federal do Recôncavo (UFRB) e da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). A abertura foi realizada no auditório do HGCA e contou com a presença do Professor Dr. Jacson Machado e da professora Midian Jesus de Souza Marins (representantes da UFRB), da professora Lucimeire Rodrigues e do professor Marcílio de Carvalho Vasconcelos (representantes da UEFS), Lilian Lima da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), além de diretores, coordenadores e servidores do HGCA.

O curso terá duração de seis meses. As aulas serão semanais, todas as segundas-feiras, das 8h00 às 11h30, e tem como público-alvo a equipe multiprofissional do HGCA. “Só tenho a agradecer a nossa equipe, especialmente a diretoria de enfermagem, por mais esta iniciativa. O curso de libras vai promover a inclusão social e melhorar o atendimento e o acesso dos surdos na instituição. Trabalhamos para fazer este hospital cada dia uma unidade mais humanizada”, afirmou Dr. Pitangueira acrescentando que vários projetos de humanização já foram inseridos na instituição. “Implantamos a classificação de risco na emergência, a nossa UTI possui a visita ampliada, que permite que o acompanhante fique por 12 horas ao lado de seu paciente, estamos reformando as enfermarias, o grupo de humanização realiza mensalmente intervenções musicais através do grupo CURARTE, dentre outras atividades. O curso de libras é mais uma conquista”, concluiu.



Sobre o curso

O ASAS será ministrado pelo professor Marcilio de Carvalho Vasconcelos, do departamento de Letras da UEFS, que inclusive é deficiente auditivo, e por  Midian Jesus de Souza Marins, professora auxiliar da UFRB. O projeto busca oferecer formação básica em Língua Brasileira de Sinais (Libras) para profissionais da área de saúde buscando promover acessibilidade na referida língua para usuários surdos do Sistema Único de Saúde (SUS), sem a necessidade de acompanhante/interprete. O foco desta formação será a aprendizagem significativa de Libras, em uma perspectiva dialógica e instrumental em que vivenciaremos momento de interação e comunicação através da língua em questão.

Fonte: ASCOM/HGCA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui