2 de mar de 2019

Olodum celebra 40 anos e leva ao Carnaval a beleza e o perfume das rosas


As Duas Histórias: O Perfume das Rosas – Olodum 40 Anos / Foto: Alexandra Martins

Esbanjando o ‘perfume das rosas’, em alusão ao tema 'As Duas Histórias: O Perfume das Rosas – Olodum 40 Anos’, eleito para celebrar as quatro décadas de existência, o bloco Olodum realizou, nesta sexta-feira (01), a tradicional saída de sua sede no Pelourinho, marcando também o 12º ano consecutivo de participação no Carnaval Ouro Negro. Mais uma vez a força dos tambores atraiu para o Pelô milhares de fãs e diversas autoridades.

“A temática escolhida pelo Olodum representa a leveza do amor e da gentileza que sabemos praticar. É uma resposta ao momento que vivemos. Ao longo desses anos, foi esse perfume, esse aroma que nos fortaleceu e sempre marcou essa tradição dos tambores associada a letras de protesto. A batida do Olodum é uma pulsação que atrai e une o mundo aqui”, diz Arany Santana ao falar da importância do bloco e sua essencial presença no Ouro Negro. “Esse programa, que cresceu e se transformou numa política pública, tem permitido a perpetuação e presença da nossa diversidade cultural e musical no Carnaval e na cultura da Bahia”, completou. 

Para o presidente da agremiação, João Jorge, o que o Olodum faz neste Carnaval é mandar um recado para a humanidade, que necessita fortalecer a compaixão a humildade e o respeito. “É uma mudança de paradigma, fundamental para nós desde os tempos antigos. Um recado de maturidade para pensarmos nossos reais problemas por meio da cultura. Foi isso que fizemos aqui no Pelourinho, onde nascemos”, declarou. 

A magia do Olodum pode ser confirmada pelo engenheiro Ivo Moreira (40), que há 20 anos sai de Fortaleza e vem a Salvador curtir os ensaios de verão feitos pelo grupo e, claro, os desfiles no Carnaval. “É sublime. Sou apaixonado pelo Olodum, pela magia do som, pela batida” disse Moreira entre sorrisos e brilho nos olhos. Ivo aproveitou a tradicional saída do Olodum acompanhado do amigo Lenivaldo (67), que diz ter sido responsável por apresentar o grupo ao engenheiro. 

E tem mais Ouro Negro

O Olodum ainda fará duas participações neste Carnaval 2019: no domingo, 03/03, o bloco desfila no circuito da Orla (Dodô), a partir das 15h; já na terça-feira, 05/03, a banda do Olodum retorna ao Campo Grande (circuito Osmar) para comandar um desfile pipoca (sem cordas), a partir das 13h.

Carnaval da Cultura - É o carnaval dos blocos afro, de samba, de reggae e dos afoxés, apoiados por meio do Edital Ouro Negro para desfilar nos três principais circuitos da folia: Batatinha, Dodô e Osmar. É a folia animada, diversa e democrática do Carnaval do Pelô, que abraça o carnaval de rua, microtrios e nanotrios, além de promover nos palcos grandes encontros musicais e variados ritmos numa ampla programação. Tem Afro, Reggae, Arrocha, Axé, Antigos Carnavais, Samba, Hip-hop e Guitarra Baiana, além de Orquestras e Bailes Infantis. Promovido pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Cultura (SecultBA), o Carnaval da Cultura é da Bahia. O Mundo se Une Aqui!

Por Marilúcia Leal
Fonte: Secult Bahia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui

FNO

Sua marca no melhor lugar!