29 de jul de 2018

O céu, mar de azul-acinzentado



O céu, mar de azul-acinzentado
Declara majestosamente
O amor do Criador.
Quis Ele em seu tão grande poder e esplendor
Que de espinhos nascesse flor

Não ha chuva, mas ha esperança em forma de vida e de cor.
Florear...
Esperançar...
É o consolo do sofrimento da lida, um presente divino recebido pelo coração de menino que bate no peito do sertanejo.



Nara Mascarenhas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui

FNO

Sua marca no melhor lugar!