3 de jun de 2018

CIDEM é representado em eventos na França e no Japão



O professor Jeidson Marques, presidente do 3º Congresso Internacional de Desastres em Massa (CIDEM), que ocorrerá em agosto em Feira de Santana, representou o evento, nossa cidade e o Brasil, durante conferência promovida pela Interpol, na sede da organização na França.

Esta atividade, realizada em Lyon (29th Disaster Victimin Identification Conference) contou com a presença de representantes de mais de 190 países e a participação do professor Jeidson reafirmou o reconhecimento e a importância que o CIDEM possui junto à comunidade internacional, apontado como o maior evento do segmento de treinamento e preparação de agências em todo o mundo. 

Na oportunidade, a coordenação do CIDEM convidou autoridades no campo do atendimento e identificação de vítimas em desastres de mais 30 países, para participar do congresso. Vale destacar que já estão confirmadas as presenças de especialistas do Japão, Argentina, Peru, Portugal, México, Estados Unidos, Costa Rica, Paraguai e Chile.

Depois de participar deste evento na França, Jeidson Marques segue para Tókio, no Japão, como convidado especial para apresentar a palestra de abertura do International Large-Scale Disaster, sobre as estratégias para os Jogos Olímpicos de 2022, que ocorrerão na capital japonesa. 

Ainda no Japão, na cidade de Fukuoka, no dia 4 de junho, professor Jeidson participa do 24th Congress of Internacional Academy of Legal Medicine. 

O CIDEM ampliou notoriedade em 2016, junto ao Comitê Olímpico e aos segmentos da segurança pública, quando promoveu debates, treinamentos e um simulado de ataque terrorista em Salvador, na Bahia, em preparação para a Olimpíada daquele ano. 

CIDEM 2018

O evento será realizado entre os dias 23 e 25 de agosto. A etapa teórica ocorrerá na Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) e na Faculdade Unef e o simulado de acidente em massa e treinamento das agências e instituições envolvidas, no espaço da Fazenda do Menor.

O tema do CIDEM é “Atendimento e Identificação de vítimas de desastres envolvendo produtos perigosos (QBRN - Químicos, Biológicos, Radioativos Nucleares)” e contará com a participação de profissionais da saúde, peritos nacionais e internacionais, psicólogos forenses, membros das forças de segurança em geral e auxiliares.

Enviado por Elsimar Pondé

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui

FNO

Sua marca no melhor lugar!