14 de mai de 2018

Museus do Ipac têm programação especial entre os dias 14 e 20


Entre os dias 14 e 20 de maio, museus administrados pelo Instituto do Patrimônio Cultural da Bahia (Ipac) participarão da 16ª Semana Nacional de Museus, temporada cultural promovida pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) em comemoração ao Dia Internacional de Museus, celebrado oficialmente em 18 de maio. Com o tema ‘Museus hiperconectados: novas abordagens, novos públicos’, a proposta deste ano é que museus e instituições participantes busquem amplificar suas relações com a comunidade e seu entorno.

O presidente do Ibram, Marcelo Araujo, explica que “a Semana Nacional de Museus é um momento privilegiado de divulgação, reflexão e visibilidade para os museus brasileiros. Ela chega à 16ª edição como uma iniciativa consagrada que reúne milhares de instituições em todos os estados do nosso país, contribuindo para o reconhecimento pela sociedade brasileira da importância e do papel dos museus na contemporaneidade”. 

Para o diretor do Ipac, João Oliveira, a Semana Nacional de Museus aumenta significativamente o número de visitantes aos centros culturais e é de extrema relevância por ser uma ação de promoção e valorização dos museus brasileiros, assim como de ampliação do acesso da população à cultura. 

“Será uma semana especial, onde desenvolveremos, gratuitamente, atividades lúdicas, visitas mediadas, palestras, oficinas e exibição de filmes. Temos que compreender que uma nova geração de usuários, uma nova geração de pessoas, precisa ser formada numa perspectiva de que o museu é um equipamento para além daquele conceito de um espaço estático, mas sim de uma relação muito dinâmica, direta, na formação de um padrão cultural da sociedade baiana”, destaca João.

Alguns museus gerenciados pela Diretoria de Museus (Dimus) se integram ao tema proposto pela Semana Nacional de Museus com os '110 anos da Imigração Japonesa no Brasil'. A ação, uma parceria com o Consulado Geral do Japão no Recife e a Associação Cultural Nippo-Brasileira de Salvador (Anisa), inclui exposição de objetos, apresentações artísticas de tambores da cultura japonesa e diversas outras atividades. As unidades participantes são: Museu Udo Knoff de Azulejaria e Cerâmica, o Museu Tempostal, o Centro Cultural Solar Ferrão e o Laboratório de Educação Digital (LabDimus).

Hiperconectividade de culturas 

O Palacete das Artes receberá a exposição 'Diego e Frida: um sorriso no meio do caminho'. A mostra, realizada em parceria com a Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb) e o Consulado do México, é composta por aproximadamente 40 fotos do acervo pessoal de amigos e familiares dos artistas mexicanos Diego Rivera e Frida Kahlo, coletadas ao longo de 25 anos, desde o casamento, em 1929, até a morte de Frida, em 1954. Já o Museu de Arte da Bahia promoverá uma roda de conversa sobre 'Os desafios da transição agroecológica em Cuba', com a pesquisadora cubana Leidy Casimiro.

Na Semana Nacional de Museus, Salvador também receberá o projeto de arte-educação museal 'Renascer das Artes: Musealizando', nos dias 17 e 18 , com entrada gratuita, das 14h às 18h, na Praça das Artes e no Teatro Casa de Rua da Bahia, ambos localizados no Pelourinho. 

“A temática ‘Museus Hiperconectados’ escolhida para esta 16º edição da Semana Nacional de Museus não trata literalmente de um programa digital para o público e, por isso, tem tudo a ver com as abordagens escolhidas pela Dimus e pelo Palacete das Artes, por exemplo, pois ambos trarão para os baianos uma hiperconectividade com outras culturas”, explica a coordenadora de Museus Ipac, Ana Liberato. A programação está disponível no site do Ipac

Fonte: Ascom/Ipac

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui

FNO

Sua marca no melhor lugar!