8 de mar de 2018

Resgate e cura pela dança do ventre




Em poucas palavras vou falar sobre meu estado de saúde e a dança.
  
Em julho de 2017 senti uma leve dor abdominal durante uma aula de dança do ventre que ministrava em meu Studio que fica em Osasco/SP. Poucos dias depois em um evento que participava essa dor voltou com muita intensidade. Como fui ao médico e não foi constatada infecção voltei aos meus afazeres normais, pois me preparava para um evento na cidade de Araraquara juntamente à Cia Shalimar Danças onde faço parte do corpo de dança.
 
Devido ao comprometimento e amor à dança fui ao evento conforme planejado, mas percebi que algo estava diferente, e a diferença estava em meu ventre. Mas ainda não sabia o que era e tive total apoio da Cia Shalimar.
  
Sempre fui muito dedica aos estudos e continuei a ministrar aulas, até que passei mal em um ensaio para o festival Shimmie que seria no final de setembro. Acabei não participando devido ao meu estado de saúde, mas a Cia Shalimar Danças participou e dedicou a mim a mudança de última hora na coreografia. Mesmo não participando vibrei muito por minhas amigas e parceiras de dança.
  

Logo na sequência recebi o diagnóstico de que era Carcinoma Maligno em meu ventre (câncer de ovário) que já estava com metástase e deveria passar por uma cirurgia muito delicada. Na sequência seria necessário passar quimioterapia e radioterapia. Inicialmente isso acabou comigo, mas aos poucos fui absorvendo por ter apoio de muitos amigos e alunas da dança, e isso foi essencial.

Escrito por Dandara Morieh
Confira o texto na integra na Central da Dança do Ventre

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui

FNO

Sua marca no melhor lugar!