11 de mar de 2018

Muita coisa sem futuro mostrei nesse meu repente


Mote: Poeta Barbosa Filho
Glosa: Nivaldo CruzCredo


Brigar por um político
Perdendo uma amizade,
Dizer ter necessidade
De um modo estilístico,
Se transformar em crítico
Do que lhe é diferente,
Dizer que agora é crente
Por isso é um ser puro,
Muita coisa sem futuro,
Mostrei nesse meu repente.

Achar que cultura balela
E política não se discute,
Chegando ao desfrute
De até bater panela,
Por preconceito só dela
E de forma inconsciente,
Diria até bem demente
Ser a favor do golpe puro,
Muita coisa sem futuro,
Mostrei nesse meu repente.

Achar que é verdade
Tudo o que a TV diz,
Se achar até infeliz,
Por não ter a qualidade
Moldada na Sociedade,
Se sentir bem diferente
No meio dessa gente,
Do outro lado do muro,
Muita coisa sem futuro,
Mostrei nesse meu repente.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui

FNO

Sua marca no melhor lugar!