1 de jun de 2016

Bahia recebe doação de obras de arte do Itaú Cultural

Foto: Quadro Itaú

O Governo do Estado da Bahia recebe nesta quinta-feira, dia 2, às 14h, no Palacete das Artes (Rua da Graça, nº289) bairro da Graça, em Salvador, a doação de 175 obras de arte do Itaú Unibanco S.A. Dentre elas, obras de Emanoel Araújo, Fátima Tosca, Jussara Age, Lyria Palombini, Maria Adair, Lygia Eluf, Herton Roitman e da conceituada gravadora e desenhista carioca Renina Katz. Ao todo são 170 gravuras e cinco pinturas a óleo.

A doação é para o Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (IPAC), autarquia da Secretaria de Cultura do Estado (SecultBA) que administra os museus estaduais, como Museu de Arte Moderna (MAM), Centro Cultural Solar Ferrão e Museu de Arte da Bahia (MAB). Assinam o acordo de doação o presidente do Banco Itaú, Alfredo Egydio Setúbal, o diretor do Instituto Itaú Cultural, Eduardo Saron Nunes, e o diretor geral do IPAC, João Carlos Oliveira. Na cerimônia de quinta (02), estarão instâncias do governo estadual e do Itaú Cultural em Salvador.

FORMAÇÃO DE ACERVOS – “É mais uma doação que integra a política de formação de acervos dos Museus do IPAC/SecultBA e essas obras ficarão no Palacete das Artes, importante complexo cultural que ainda está criando seu conjunto museológico”, explica o diretor do IPAC, João Carlos de Oliveira. Segundo ele, o palacete foi criado em 2005 e recebeu temporariamente obras do Museu Rodin de Paris a partir de 2007. “Ao término de três anos de contrato, com a volta das peças de Rodin para Paris, o centro cultural ficou sem acervo”, diz João Carlos.

Sediado em um casarão de 1912, tombado em 1986 como Patrimônio da Bahia, o Palacete das Artes tem edificações contemporâneas acopladas, formando um centro cultural com café, jardins, loja, salas de cinema e expositivas. Segundo o diretor do IPAC, além das obras do Itaú, o Palacete ganhou doações da crítica de arte Matilde Mattos. “Estamos prospectando novas obras de arte para que o Palacete detenha seu acervo permanente”, completa o gestor estadual.

MUSEUS do IPAC – Além do MAB (Corredor da Vitória), MAM (Avenida Contorno), Palacete (Graça), Palácio da Aclamação e Passeio Público (Campo Grande), o IPAC está responsável pelo Centro Cultural Solar Ferrão, Museu Tempostal, Museu Abelardo Rodrigues e Museu Udo Knoff no Pelourinho. No interior do estado o IPAC administra o Museu do Recôncavo (Candeias), Parque Castro Alves (Cabaceiras do Paraguaçu) e Museu dos Humildes (Santo Amaro).

Com 27 anos de criado, o Itaú Cultural é um instituto que desenvolve pesquisa, produção de conteúdo, mapeamento, incentivo e difusão de manifestações artístico-intelectuais. Mais dados via telefones (11) 2168-1776 e 2168-1777, e no site www.itaucultural.org.br. Sobre as obras de arte, no Palacete das Artes, através dos telefones (71) 3117-6987, 3117-6910 e sitewww.palacetedasartes.ba.gov.br. A visitação no Palacete acontece de quartas às sextas-feiras, das 13 às 19h, sábados, domingos e feriados das 14 às 19h. Acesse o sitewww.ipac.ba.gov.br, facebook ‘Ipacba Patrimônio’, twitter ‘@ipac_ba’ e instagram ‘@ipac.patrimonio’.

Fotos em BAIXA resolução em ANEXO.
Crédito Fotográfico obrigatório – Lei nº 9610/98: Lázaro Menezes

Assessoria de Comunicação – IPAC
Jornalista responsável Geraldo Aragão (DRT-BA nº 1498)
Entrevistas e texto-base: Íris Leandro (estagiária de Jornalismo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui

FNO

Sua marca no melhor lugar!