Agora

 


Espetáculos teatrais abrem Festival Lusoteropolitana em Salvador

 

A cappella de Waly (Foto: Daniel Guerra)

Espetáculos teatrais abrirão a primeira edição do Festival Lusoteropolitana em Salvador, que conta com produções do Brasil e de Portugal. As apresentações ocorrerão sempre no Teatro Sesi Rio Vermelho.

Na semana de estreia, a Super Live Luso reunirá participantes do projeto no dia 5 de janeiro, às 19h, no perfil do Festival no Instagram (@Lusoteropolitana). Nos dias 6 e 7 (quinta e sexta), às 20h, Alex Simões apresentará uma performance cênica sobre Waly Salomão, intitulada “A cappella de Waly”, além de relançar seus livros “Assim na Terra como na selfie” e “No meu corpo o canto”. 


Nos dias 8 e 9 (sábado e domingo), às 16h, o público poderá assistir à apresentação de “A hora do recreio", da Cia Gente de Teatro da Bahia. Às 20h, Fabio Vidal apresenta o renomado espetáculo “Seu Bomfim”, que completa neste ano 22 anos em cartaz. 


Uma programação, voltada ao público adulto e infantil, com atividades presenciais e on-line integrarão o Lusoteropolitana que vai até o dia 30 de janeiro. Além disso, o festival oferece ações artísticas e educativas que promovem a cena local e proporcionam um intercâmbio com a cultura lusitana. 


O projeto é assinado por Fabio Vidal, do Território Sirius Teatro; João Guisande, da Vixe Cia de Teatro; Maria Clara Mendes e Daniela Chávez, da Cia de Teatro Improviso Salvador, com coprodução do Sesi e Sesc Bahia, e tem o apoio da Prefeitura de Salvador, por meio da Fundação Gregório de Mattos (FGM). Outras informações podem ser obtidas por meio do perfil do festival no Instagram ou Facebook (@lusoteropolitana).


Os ingressos podem ser adquiridos no Sympla por R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia). 


PROGRAMAÇÃO


Dias 6 e 7 (quinta e sexta), às 20h - Apresentação de “A cappella de Waly” e relançamento dos livros “Assim na Terra como na selfie” e “No meu corpo o canto”, de Alex Simões, no Teatro Sesi Rio Vermelho.


Dias 8 e 9 (sábado e domingo), às 16h - Apresentação de “A hora do recreio", da Cia Gente de Teatro da Bahia, no Teatro Sesi Rio Vermelho.


Dias 8 e 9 (sábado e domingo), às 20h - Apresentação de “Seu Bomfim”, com Fabio Vidal, do Território Sirius Teatro, no Teatro Sesi Rio Vermelho.


ESPETÁCULOS


A cappella de Waly

O poeta e performer Alex Simões conduz o público a partir do fluxo da memória afetiva dos poemas e canções de Waly, personagem do espetáculo que investe na presença e na articulação entre emissão sonora da palavra e dos sons percussivos produzidos pelo corpo ou por objetos deslocados do seu uso cotidiano, como por exemplo, o golpe ritmado de um carimbo contra a palma da mão.


A hora do recreio

Com texto e direção de Luis Bandeira, a peça teatral reconta clássicos da literatura infantil ao discutir preconceitos, discrimação e cuidado com o meio ambiente e importância dos estudos. O espetáculo é considerado uma viagem cênico-musical pela literatura infantil e se desenrola com personagens passando lições e ensinamentos de uma forma lúdica, irreverente e brincante. 


Seu Bomfim

De autoria de Fábio Vidal e direção compartilhada com Meran Vargens, o espetáculo retrata um contador de histórias chamado Seu Bomfim, um velho e errante homem do sertão que surge contando um episódio sobre um “homem do rio” que deixou sua família e sua vida para se colocar numa canoa, no meio do rio, de onde não sai mais. A partir dessa narrativa Seu Bomfim, narra acontecimentos do seu passado, onde rememora pessoas e locais, e expõe pensamentos sobre várias questões. Suas histórias, seu humor, questionamentos e ações levam o espectador a entrar no seu mundo subjetivo colocando em evidência seu drama humano pessoal que se encontra enraizado na cultura nordestina. 


Enviado por Helder Azevedo

Fonte: Biz Comunicação

Postar um comentário

Comente aqui

Postagem Anterior Próxima Postagem