Livro barato é no SubMarino

1 de ago. de 2021

#TerradeLucasTurismo - Festival Suíça Bahiana promove encontros inéditos em edição digital

 


Evento acontece nos dias 28 e 29 de agosto com transmissão pelo YouTube 

A conexão entre o que é produzido musicalmente no interior do estado da Bahia e o que já circula nacionalmente foi destacada em todas as seis edições do Festival Suíça Bahiana – FSB até então. Em 2021, com versão sem público, o evento promoverá encontros inéditos entre artistas nos dias 28 e 29 de agosto de 2021.


O formato híbrido permitirá que fãs de música em todo o Brasil acompanhem a transmissão online dos shows, que serão realizados em Vitória da Conquista (BA), através do YouTube. Sebastianismos (BR/ARG), projeto de Sebastián Piracés-Ugarte, da banda Francisco El Hombre, participa do show da feirense Isa Roth (BA), Luiza Audaz (BA) recebe Mariana Aydar (SP), Coral (BA) se junta a Graveola e o Lixo Polifônico (MG) e Nasi (SP) entra na comemoração de 10 anos da banda Os Barcos (BA). Todos estes apenas no primeiro dia.

Como também é de costume, o FSB reserva um dia para o rock'n'roll e suas vertentes, como o metal, tão presente na cena underground do estado. No domingo, 29, Os Reis do Crime (BA) convida Felipe Cordeiro (PA), Cama de Jornal (BA) traz Gabriel Thomaz (RJ) da banda Autoramas, Dona Iracema (BA) recebe Rodrigo do Dead Fish (ES) e por fim, Pilot Wolf (BA) convida Pompeu do Korzus (SP).


10 anos do Coletivo Suíça Bahiana e a pandemia

O FSB não pôde ser realizado em 2020, ano em que se iniciou a pandemia do novo coronavírus e que o Coletivo Suíça Bahiana, idealizador do evento, completaria 10 anos. A celebração teve de ser adiada e reformulada dentro do contexto para assegurar a saúde do público e de todos os envolvidos.

Assim, em 2021, o Coletivo poderá enfim celebrar a sua primeira década de atividade na realização do seu sétimo festival. “Durante a pandemia, mais uma vez, vimos a importância da cultura para a sustentação de um povo. Por meio de lives, livros, música, dança, filmes, séries e inúmeras outras manifestações culturais, boa parte das pessoas se sentiram abraçadas em suas casas e o nosso festival seguirá nesta premissa”, afirma a produtora Ana Luiza Dias.

A força da cultura no atravessamento de temporadas difíceis foi escolhida como mote até para o cartaz deste ano. Em ilustração feita pelos artistas visuais Luan Samir Moura, Rebert e Webert Viana, vemos a vitória da deusa grega Atena, guerreira das artes, contra o gigante Encélado. “É a luta da cultura contra a pandemia, isolamento social e solidão. Encélado, na mitologia grega, era um dos gigantes, que são os quatro filhos de Gaia. Ele é o menor e mais fraco dos gigantes, porém o mais inteligente (assim como o coronavírus, que é invisível, mas perigoso)”, explica Luiza.



Programação:


28 de agosto



Isa Roth convida Sebastianismos

Os Barcos convida Nasi

Luiza Audaz convida Mariana Aydar

Graveola convida Coral



29 de agosto



Os Reis do Crime convida Felipe Cordeiro

Cama de Jornal convida Gabriel Thomaz do Autoramas

Dona Iracema convida Rodrigo do Dead Fish

Pilot Wolf convida Pompeu do Korzus



O Festival Suíça Bahiana 2021 tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e a Fundação Cultural do Estado da Bahia – FUNCEB (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal. 



Serviço:

 

Festival Suíça Bahiana – Edição online

Data: 28 e 29 de agosto

Horário: A partir das 17h

Transmissão: https://www.youtube.com/suicabahiana

Evento gratuito



Por Ana Paula Marques 

Fonte: Vagalume Press - Assessoria de Imprensa

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui