Livro barato é no SubMarino

18 de ago. de 2021

#TerradeLucasInformação - Baiano cria projeto que desenvolve próteses para animais

 

Trabalho pode beneficiar diversos animais que tenham problemas em seus membros | Foto: Divulgação


Com o objetivo de utilizar a tecnologia em prol dos animais, o estudante de análise e desenvolvimento de sistemas, Alberto Chaves, desenvolve um projeto de criação de próteses para membros de cães e gatos, criadas através de impressora 3D. O especialista em modelagem 3D, que busca desenvolver um Departamento Tecnológico no município de Teixeira de Freitas, explica que o projeto é voltado para a área de tecnologia, que visa, além de fornecer cursos de capacitação nas diversas ramificações que a tecnologia engloba, criar protótipos voltados para próteses de pessoas e animais que perderam algum membro do seu corpo.


 

Entre os protótipos, várias raças de cães podem utilizar as patas tecnológicas, elaboradas em grande parte, de acordo com Alberto, por meio de recursos próprios. “A inspiração para desenvolver este projeto veio da minha vontade de compartilhar meu acesso e conhecimentos de tecnologia com outras pessoas, para o benefício da sociedade e à promoção da sustentabilidade. Atualmente, preciso desembolsar recursos próprios para que o projeto não seja interrompido, mas não poderia deixar de ressaltar o apoio das secretarias de Educação e Cultura, Saúde e Ciência e Tecnologia do município de Teixeira de Freitas, além, é claro, da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação da Bahia (Secti), que tem incentivado nosso trabalho”.

Entretanto, o que preocupa Alberto, é a necessidade de adquirir apoio em relação a recursos materiais essenciais para concretizar a produção dos protótipos e demais trabalhos voltados a levar soluções de problemas da sociedade de um modo geral. “Algumas empresas privadas, como a Suzano Papel e Celulose, possuem interesse em apoiar o projeto no futuro, o que pode contribuir bastante em relação a projetos que proporcionam soluções inovadoras, mas a falta de equipamentos e insumos para confecção dos produtos é o principal empecilho para dar continuidade ao trabalho”, disse Alberto, ao ressaltar que o projeto está em fase final de desenvolvimento, com diversas próteses à disposição dos animais.

Com a efetivação do projeto, Alberto vislumbra inúmeros benefícios para a sociedade. “O próprio Departamento Tecnológico em si busca a capacitação de jovens e adultos em diversas áreas da tecnologia, para capacitá-los no mundo tecnológico e digital, através de cursos, de nível básico ao avançado, sobre prototipagem, automação, modelagem 3D, entre outros. A intenção é que diversas pessoas possam dar continuidade ao projeto, produzindo mais próteses para quem precisa, sejam pessoas ou bichos. Nosso trabalho engloba protótipo de prótese transtibial, transfemoral e membros superiores, para os seres humanos e próteses para animais que tenham perdido algum membro ou que tenham dificuldade em relação à mobilidade”, finalizou.

Bahia Faz Ciência

A Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) e a Fundação de Amparo à Pesquisa da Bahia (Fapesb) estrearam no Dia Nacional da Ciência e do Pesquisador Científico, 8 de julho de 2019, uma série de reportagens sobre como pesquisadores e cientistas baianos desenvolvem trabalhos em ciência, tecnologia e inovação de forma a contribuir com a melhoria de vida da população em temas importantes como saúde, educação, segurança, dentre outros. As matérias são divulgadas semanalmente, sempre às segundas-feiras, para a mídia baiana, e estão disponíveis no site e redes sociais da Secretaria e da Fundação. Se você conhece algum assunto que poderia virar pauta deste projeto, as recomendações podem ser feitas através do e-mail comunicacao.secti@secti.ba.gov.br.

Fonte: Secti Bahia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui