Agora

 


Sobre Presença e Ausência



      Everton Nery


Personagens-arquetípicas, 

São imãs.

Olhar para 2020 e elas estão lá.

Olhar para 2021 e elas também estão.

É um estar diferente entre cada ano.


Olhar 2020 é olhar para frente,

É enxergar o passado em sua totalidade,

Sua integralidade,

Tudo entre o esquecido

e o memoriado.

Eis a Presença

em sua essência.

E uma Ausência 

que se torna presente

No vigor-de-ter-sido.


Olhar para 2021 é um olhar

para trás.

A Ausência se fima em um porvir.

Não existe memória ou esquecimento.

Há um vir-a-acontecer.

Há um vir-a-ser.

Esse há nos remete a uma temporalidade.

Esse vir a uma intencionalidade.


Essas duas dimensões são 

compreensões ontológicas

São perspectivas epistemológicas.


O logos da Presença é uma saudade.

O logos da Ausência uma atualidade.

Cada ano de nossas vidas

É uma saudade e atualidade:

De toda Presença em ausência,

De toda Ausência da presença.


Xêro no coração de toda Presença ausente.

Xêro no coração de toda Ausência presente.

Postar um comentário

Comente aqui

Postagem Anterior Próxima Postagem