Livro barato é no SubMarino

27 de dez. de 2019

Bahia firma relação com Nações Unidas e vai investir mais R$ 1 bilhão no rural baiano


A Bahia foi o primeiro estado brasileiro a aderir à Década das Nações Unidas da Agricultura Familiar 2019-2028, instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU). Com isso, Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), firmou o compromisso de investir mais R$1 bilhão no desenvolvimento do rural baiano. 

Serão implementados e ampliados projetos, ações e programas de fortalecimento social e econômico, contribuindo para ampliar a produção e oferta de alimentos saudáveis e o enfrentamento da fome e da pobreza rural, pelas unidades operacionais da SDR, no período de 2020 a 2022. 

A Década das Nações Unidas da Agricultura Familiar é uma mobilização global e tem a finalidade de focar os esforços da comunidade internacional com vistas a trabalhar, coletivamente, na formulação e implementação de políticas econômicas, ambientais e sociais voltadas à criação de um ambiente propício e ao fortalecimento da agricultura familiar.

Para o secretário da SDR, Josias Gomes, aderir à Década das Nações Unidas da Agricultura Familiar é fortalecer o pacto com um dos pilares do desenvolvimento rural e a luta contínua por um mundo mais justo e melhor. “Durante esses 10 anos, uma série de eventos darão a devida importância que a agricultura familiar tem. Temos certeza que, no fim desta década, a agricultura familiar baiana será uma das principais potências socioeconômicas do Brasil. A nossa causa agora é mundial”, afirmou. 

Segundo o representante da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) no Brasil, Rafael Zavala, a expectativa é de que a Bahia sirva de exemplo para que outros estados se comprometam com a Década. “A agricultura familiar é uma chave para o desenvolvimento e uma das chaves é precisamente o cooperativismo”, comentou. 

Zavala enfatizou que existe um compromisso do governo baiano para fortalecer as políticas públicas que colocam a agricultura familiar como impulsora do desenvolvimento. “A Bahia tem uma grande oportunidade porque já tem o compromisso de governo com potencial técnico dentro do estado”, concluiu.

Desenvolvimento rural 

Somente no período de 2015 a 2018 foi aplicado pelo Governo do Estado, por meio da SDR, o montante de R$ 1,2 bilhão em investimentos diretos em oferta de insumos, assistência técnica, agroindústrias e comercialização. Os investimentos estão possibilitando o aumento da produção, a diversidade de produtos e o acesso ao mercado, levando os produtos da agricultura familiar para as feiras livres, supermercados, empreendimentos comerciais e alta gastronomia da Bahia, do Brasil e do mundo. 

Os programas e projetos implementados pela SDR geram resultados promissores, por meio de suas unidades, que cuidam dos temas relacionados à inclusão produtiva no meio rural, como a Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), a Superintendência da Agricultura Familiar (Suaf), a Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater), a Coordenação de Desenvolvimento Agrário (CDA), a Superintendência de Políticas Territoriais e Reforma Agrária (Sutrag) e a Coordenação Executiva de Pesquisa, Inovação e Extensão Tecnológica (Cepex).

Fonte: Ascom/SDR

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui