Livro barato é no SubMarino

16 de set. de 2019

Quer fugir da dor? Luz pulsada torna depilação mais duradoura e é alternativa para peles sensíveis

Método prolongado também trata a pele ao estimular produção de colágeno | Foto: Leca Novo / Divulgação

Muito já foi dito sobre a existência da depilação definitiva. Um mito, já que não existem procedimentos que eliminem o pelo para sempre. Em busca de métodos mais duradouros, uma alternativa eficaz em alta hoje no mercado é a fotodepilação, que ajuda a diminuir sensivelmente a quantidade e o crescimento dos pelos.

Ela atua através de um aparelho que emite Luz Intensa Pulsada (LIP) na área a ser depilada, destruindo as células que produzem o pelo. A boa notícia é que com a luz pulsada, os pelos diminuem de 80 a 85%. Uma vez finalizado o tratamento, o pouco pelo que pode surgir é muito mais fino e frágil, podendo ser feitas outras sessões para manutenção de 1 a 2 vezes ao ano. “Mas muita gente que já passou pelo procedimento relata não ter notado mais o retorno dos pelos”, conta Letícia Pondé, sócia-proprietária da Depyl Action.

Além disso, a LIP atinge não só os pelos, mas também abrange regiões próximas. É indicada para quem tem a pele clara, mas alcança ótimos resultados em diferentes tonalidades de pele.  A luz pulsada, por atingir uma temperatura menor, é muito bem tolerada pela maioria dos pacientes, que consideram o procedimento indolor.   Mas as vantagens não param por aí. O método trata foliculite e pelos encravados, estimula a produção de colágeno e o clareamento da região tratada, além de apresentar um preço mais barato.

Sessões

O número de sessões varia e depende de alguns fatores como área a ser depilada, tipo de pele e espessura do pelo, mas os resultados já são visíveis nas primeiras sessões. “Cada pele tem necessidades diferentes, portanto atendemos cada perfil de forma personalizada e o número de sessões e a intensidade da luz são definidas na nossa avaliação, que é gratuita”, explica Letícia. Já o tempo de duração do procedimento de eliminação chega a dois anos até que seja necessária uma manutenção.

Fica, então, uma dica importante: ao optar pelo procedimento, homens e mulheres devem estar atentos à segurança, buscando ambientes higienizados e profissionais especializados para realizar o seu atendimento.

Enviado por Vívian Rodrigues

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui