8 de nov de 2018

Casa do Sertão celebra 40 anos com atividades para todos os públicos



Dando prosseguimento às comemorações alusivas aos 40 anos de implantação, o Museu Casa do Sertão, localizado no Campus da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), oferece uma série de atividades para o público adulto e infantil. A iniciativa, dentre outros, visa fortalecer o interesse da população sobre importância histórica e cultural dos museus.

Até 15 de dezembro, os visitantes poderão interagir com as intervenções artísticas. Na área externa, no caminho até a chegada no Museu Casa do Sertão, o agitador cultural Luciano dos Anjos propõe, através do reaproveitamento de materiais, uma rica interface entre pintura e poesia em homenagem a personalidades Feira de Santana como Noratinho da Pamonha, além de temas e locais que compõem o imaginário da comunidade, como a caixa d’água do Tomba, mandacarus e pássaros. As obras são representadas em cores quentes e vibrantes, combinadas a versos e poesias autorais para referendar memórias que não se apagam.

Exposições

Nas salas dedicadas a atividades de curta duração são apresentadas discussões estéticas a partir de trabalhos de servidores que também realizam oficinas didáticas. Na exposição ‘Gemicrê Nascimento – Mostra caminhos no tempo’, o artista apresenta um olhar sobre sua trajetória criativa. Professor do Departamento de Letras e Artes da Uefs, mestre em Desenho, Cultura e Interatividade e especialista em Metodologia do Ensino do Desenho, Gemicrê realiza oficinas e workshop no território nacional resgatando técnicas ancestrais, a partir do uso do solo, comuns na pintura dos desenhos rupestres, obtendo na natureza seus principais pigmentos.

Já a mostra ‘A Casa do Passarinho e Outros Desenhos’, da servidora Paula Gesteira, resulta de pesquisas autorais sobre a concepção da imagem a partir de uma apropriação de cosmos lúdicos para enfocar o feminino. Conforme a artista trata-se de universo que para muitos é caracteristicamente hermético, mas que, no seu olhar apurado, eclode em energia e vivacidade, brindando o observador com as inusitadas soluções para um arranjo espacial cromático de personalidade.

A programação conta com apoio do Núcleo de Estudos para as Relações Étnico-Raciais e Educação Quilombola, da Secretaria Municipal de Educação. O Núcleo apresenta bonecas Abayomi, termo que no idioma Iorubá significa ‘encontro precioso’, conhecidas historicamente como um símbolo de resistência. Nos navios negreiros a construção se dava a partir do retalho da saia das mães. Depois de criadas, as bonecas, feitas de tranças e nós, serviam como amuleto de proteção.

Saiba mais sobre o Museu Casa do Sertão:

Serviço:
Local: Museu Casa do Sertão – uefs
Contato: (75) 3161-8750
Av. Transnordestina, s/n - Novo Horizonte, Feira de Santana - BA, 44036-900

Atendimento:
Segunda-feira: das 14h às 17h30.
Terça-feira a sexta-feira: 8h às 11h30 e das 14h as 17h30.

Fonte: Ascom / UEFS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui

FNO

Sua marca no melhor lugar!