15 de ago de 2018

Laila Garin e A Roda se apresentam no TCA dia 25 de agosto


Show de lançamento do DVD, dirigindo por Ney Matogrosso, que traz ainda releituras de compositores consagrados e um medley em homenagem a Elis Regina. Dia 25 de agosto, no Teatro Castro Alves, em Salvador, Bahia.

Por Nelson Motta

“Mais que uma grande atriz que canta muito bem, ou uma excelente cantora que atua brilhantemente, Laila é um integração perfeita do canto e da atuação numa artista completa, de personalidade intensa e técnica apurada, mostrando seu estilo rigoroso e elegante, com sua voz doce e sensual e suas interpretações arrebatadoras de um repertório de alto nível. Uma das minhas cantoras favoritas.”

Saudado pela imprensa em seu lançamento, ano passado, o primeiro álbum de Laila Garin e A ROda ganha agora o formato DVD ao Vivo, que chega às lojas em julho e tem direção de Ney Matogrosso. O projeto é uma parceria Som Livre/ MP.B Discos, com a coprodução do Canal Brasil.

Para o show do dia 25 de agosto, às 21h, no Teatro Castro Alves (Salvador), Laila Garin (voz), Ricco Viana (guitarra e violão), Rick De La Torre (bateria) e Marcelo Müller (baixo), que juntos formam a  banda Laila Garin e A ROda,  mostram canções do álbum e do DVD, de compositores consagrados como Caetano Veloso (Não me arrependo), Alceu Valença (Na primeira manhã), Roberto e Erasmo Carlos (As curvas da estrada de Santos), Chico Buarque (Deus lhe pague), Milton Nascimento e Fernando Brant (Conversando no bar/San Vicente), além de novos compositores como Renato Luciano (Flor da Ilusão), Juliano Holanda (Não me deixe) e Dani Black (Sonhos Pintados de Azul). É um projeto de intérprete, ao mesmo tempo muito autoral. “Gosto de reforçar que esse não é um trabalho solo de uma cantora, mas sim de uma banda, coletivo em todos os sentidos", sintetiza. Os arranjos são todos feitos pelos quatro integrantes da banda.

Conhecida do grande público por sua performance marcante em Elis, a musical, Laila Garin decidiu incluir no roteiro desse show um medley extraído de outro espetáculo, no qual canta sucessos da Elis ao lado da ROda, que vem arrebatando plateias nos teatros por onde já passou. O público vai ouvir canções como Como Nossos PaisUpa NeguinhoConversando no Bar e Ponta de Areia, entre outras, em novas versões e arranjos originais da ROda. No repertório do show entra ainda a versão de “Você passa eu acho graça”, sucesso na voz de Clara Nunes (Carlos Imperial/Ataulfo Alves) gravado por Laila e A ROda e lançado recentemente nas plataformas digitais.
  
Sobre Laila Garin
Atriz e cantora, formada pela Escola de Teatro da UFBA em Canto lírico e popular e Mímica Corporal Dramática. Em Salvador, estreou profissionalmente com José Possi Neto em A Casa de Eros e  foi indicada ao prêmio Copene de melhor atriz coadjuvante por O Tempo e os Conways.

Atualmente protagoniza o musical Gota D’Agua a Seco, adaptação de Rafael Gomes para o clássico de Chico Buarque e Paulo Pontes. Em São Paulo, trabalhou como atriz e preparadora vocal da Casa Laboratório, Cia de Cacá Carvalho, e também com Luiz Carlos Vasconcelos. Está no ar na série 3 % da Netflix como Marcela e segue em turnê com sua banda no show Laila Garin e A ROda, dirigido por Ney Matogrosso. Protagonizou Elis, a Musical , de Nelson Motta, com direção de Dennis Carvalho.

Laila recebeu o Prêmio Cesgranrio de Melhor Atriz em Musical 2017, o Botequim Cultural de Melhor atriz em Musical, em 2017, e a indicação de Melhor Atriz no Prêmio APTR e APCA. Prêmios Shell e APCA de Melhor Atriz, Cesgranrio e Bibi Ferreira de Melhor Atriz de Musical, dentre outros. Prêmio Botequim Cultural de Melhor Atriz 2015 por Selminha em O Beijo no Asfalto, o musical, direção de Joao Fonseca. Indicação ao Prêmio Cesgranrio de Melhor Atriz em Musical. Intérprete do documentário Chico-o Artista e o Tempo, sobre Chico Buarque, dirigido por de Miguel Faria Jr , além da série Nelson 70, do Canal Brasil. Em 2013 e 2012 atuou em Gonzagão, a Lenda de João Falcão e em Sarau da Putas de Ivan Sugahara. Desde 2010 faz o musical Eu te Amo Mesmo Assim, de João Falcão.

No cinema atuou nos longa- metragens Chacrinha, o velho Guerreiro, direção de Andrucha Waddington, Macabro, direção de Marcos Prado, e Eu Me Lembro de Edgard Navarro, além do curta Um Outro Ensaio, levando prêmios de melhor atriz nos festivais de Blumenau e Triunfo. Na TV Globo, participou da série Sob Pressão, de Jorge Furtado  e das novelas Rock Story (nota 10 de Patricia Kogut) e Babilônia e como intérprete da trilha da série Amorteamo. Participou dos programas Criança Esperança, A Grande Família, Louco Por Elas, Força Tarefa, Som Brasil Carlos Lyra e Clandestinos.

Sobre Ricco Viana
Ricco Viana é músico e produtor musical. Em seu extenso currículo estão inúmeros trabalhos para o teatro, cinema e TV, além de participar como músico e produtos de álbuns de artistas como Clarice Falcão, Zéu Britto, Simone Mazzer e Laila Garin e A Roda. No teatro, recebeu várias indicações por suua atuação como diretor musical e compositor de trilhas sonoras originais em premiações como o PRÊMIO ZILKA SALLABERRY DE TEATRO INFANTIL, PRÊMIO SHELL, PRÊMIO CESGRANRIO. Em  2013 foi o vencedor na categoria “MELHOR DIREÇÃO MUSICAL” no PRÊMIO APTR  por “JIM”.  Para o cinema, produziu e compôs trilhas para filmes como Fica comigo esta noite , Tudo ou nada em Soterópolis , Mentiras Sinceras  e Os Transgressores (2016.)


Sobre Marcelo Müller
Marcelo Müller é contrabaixista, compositor e arranjador. Está produzindo o seu segundo álbum, que será gravado nos EUA. O primeiro, lançado em 2013, chama-se "Marcelo Müller & o caracol". Marcelo tocou no Saint Louis Jazz Festival e em Dakar, no Senegal. No teatro, participou como músico em produções da Cia. Amok e em diversos musicais. Integrou a Orquestra da Unirio e foi aluno de contrabaixo de Antonio Arzolla. Participou da turnê 'Monomania', de Clarice Falcão. Como músico, participou dos discos: Pedro Araujo - Raiz - 2013; Daniel Villa Verde - Um Átomo de Antares - 2013; Gabi Buarque - Fiandeira - 2014; Fernando Leitzke - Rios que navego - 2015; Pedro Franco - 2016; Luís Barcelos - Sentido – 2017, entre outros.

Sobre Rick de la Torre
Rick De La Torre, um dos mais talentosos bateristas brasileiros, já tocou e gravou com nomes como Caetano Veloso, Laura Pausini, Milton Nascimento, Leoni, Fagner, dentre muitos outros. Participou de filmes como "Cazuza", "A Máquina" e  “Fica comigo esta noite” , emprestando o seu talento ao cinema nacional. No teatro, Rick participou de musicais como "Gonzagão A Lenda", "Auê - A Barca dos Corações Partidos" e “Eu te amo mesmo assim. Atualmente trabalha com Walter Leão, Laila Garin e A ROda e a banda Mario Broder , além de ser há 14 anos o baterista principal da Banda do cantor Bebeto.

por Anne Pinto 
Fonte: AP ASSESSORIA PRESS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui

FNO

Sua marca no melhor lugar!