FNO

8 de mai de 2018

Congresso Internacional de Desastres em Massa volta a ser realizado em Feira de Santana


 Simulado de acidente no Aeroporto de Feira - 2015 | Foto: Divulgação


3º CIDEM vai tratar do atendimento e identificação de vítimas de desastres envolvendo produtos perigosos 

Reafirmando a intenção de integrar as forças de segurança, salvar um número maior de vidas, proteger patrimônios e garantir também uma prevenção mais satisfatória em casos de grandes acidentes, Feira de Santana volta a sediar o Congresso Internacional de Desastres em Massa (CIDEM).
O evento, que ocorreu pela última vez na cidade em 2015, será realizado entre os dias 23 e 25 de agosto. A etapa teórica ocorrerá na Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) e na Faculdade Unef e o simulado de acidente em massa e treinamento das agências e instituições envolvidas no espaço da Fazenda do Menor.
Este ano, o tema do CIDEM será “Atendimento e Identificação de vítimas de desastres envolvendo produtos perigosos (QBRN - Químicos, Biológicos, Radioativos Nucleares)” e contará com a participação de profissionais da saúde, peritos nacionais e internacionais, psicólogos forenses, membros das forças de segurança em geral e auxiliares.
Segundo o professor da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) e da Faculdade Nobre (FAN), Jeidson Marques, teremos em 2018 a maior edição do CIDEM, que contará com a participação de representantes de diversos países, como Japão, Argentina, Peru, Portugal e México, entre outros.
“Estamos organizando o maior evento do mundo desta natureza. Será mais uma grande oportunidade para trocar experiências, ampliar conhecimentos e qualificar a capacidade de atendimento e de resposta aos acidentes em massa dos mais diversos tipos”, pontuou.
Jeidson ainda destacou que esta iniciativa serve para que as forças possam conhecer de maneira mais precisa as limitações existentes e quais são as estratégias e ações mais importantes para que haja um aperfeiçoamento.
“Treinamentos e intercâmbio sempre são cruciais para avançar na integração e atender às demandas com mais competência”, enfatizou Jeidson Marques, presidente do CIDEM.

As pessoas interessadas em participar da terceira edição do Congresso devem acessar a página do evento e escolher a opção de inscrição desejada: 
www.projetocidem.com.br.
Desastres em massa

Desastres em massa são fatos que extrapolam a capacidade de atendimento e perícia das autoridades de segurança e saúde de uma cidade ou região. São situações em que o número de vítimas é muito maior do que a estrutura dos hospitais, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Instituto Médico Legal (IML), empresas de resgate, entre outras.
História

Realizado pela primeira vez em novembro de 2014, com o nome de “Curso preparatório para atendimento e identificação de vítimas de desastres”, o projeto ganhou repercussão nos mais diversos meios de comunicação, em nível nacional e internacional. Na oportunidade foi realizado um simulado de desastre aéreo no campus da Universidade Estadual de Feira de Santana.
Desde o momento inicial, várias forças de segurança entenderam o significado deste simulado. Polícia Federal, policias civil e militar da Bahia, Corpo de Bombeiros, Samu, Guarda Municipal de Feira de Santana, entre outras, estiveram presentes.
Em 2015 ocorreu o primeiro Congresso Nacional de Desastres em Massa (CIDEM), com a promoção de grande simulado no Aeroporto João Durval Carneiro, em Feira, novamente com a presença consistente de representes de instituições e agências de segurança, tanto públicas, quanto privadas, além de membros de organismos de outros países, como da Inglaterra.
No ano seguinte, o CIDEM conquistou uma dimensão ainda mais significativa, sendo inserido no processo de preparação do Brasil para os Jogos Olímpicos de 2016. Por conta da inserção de Salvador no evento, com jogos de futebol na Arena Fonte Nova, o projeto foi realizado integralmente na capital do estado.
O encerramento do Congresso foi marcado por um grande simulado de ataque terrorista no estádio. Ação que contou com ampla cobertura da imprensa estadual e recebeu elogios de vários setores da sociedade baiana e brasileira.
Apoios
Sem fins lucrativos e voltado exclusivamente para formação e aperfeiçoamento de profissionais que atuam nas áreas de segurança e saúde, em especial, e também para estudantes destes segmentos e para cidadãos e cidadãs que se interessem pelo tema central do projeto, o CIDEM não ocorreu em 2017 por conta da falta de um apoio mais amplo e consistente dos poderes públicos, como também da iniciativa privada.
Para este ano o cenário ainda é bastante preocupante, segundo indicam os integrantes da Comissão Organizadora do Congresso. “Estamos mais uma vez unindo esforços para viabilizar o CIDEM, pelo que ele representa para garantir principalmente um melhor atendimento às vítimas de acidentes, mas sem apoio, talvez tenhamos que encerrar por aqui este trabalho”.
SERVIÇO
O QUE: 
3º CIDEM - Congresso Nacional de Desastres em Massa
ONDE: Campus de Uefs e da Unef e Fazenda do Menor – Feira de Santana – Bahia – Brasil
QUANDO: De 23 a 25 de agosto
INSCRIÇÕES E OUTRAS INFORMAÇÕES:  www.projetocidem.com.br 

Fonte: ASSESSORIA DE COMUNIÇÃO:
 
Elsimar Pondé
Bruna Evangelho


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui

Sua marca no melhor lugar!