12 de mar de 2018

Artistas promovem sarau erótico em homenagem ao Dia da Mulher em Feira de Santana


Sidinha Damasceno - Bailarina e professora de dança

Muita música, dança, arte e poesia marcaram as homenagens ao Dia Internacional da Mulher, durante o sarau erótico Dercy or Not Dercy, que lotou o Zabumbar Rock Bar na noite da última quarta-feira, dia 07. Na ocasião, diversos artistas, com performances pautadas no tema erotismo, chamaram o público presente para a reflexão sobre questões como igualdade de gênero e respeito à mulher. O evento foi uma iniciativa do programa Muito Prazer com Raquele Carvalho, da Rádio Geral, em parceria com a Clover Comunica, Bela Boudoir Fotografia e o Zabumbar.


Evento foi realizado na quarta (07) e lotou o Zabumbar Rock Bar, em Feira de Santana
A programação contou com os shows dos músicos Dann Silveira, Kareen Mendes e Arquimedes Nascimento, intercalados por intervenções das poetisas Renailda Cazumbá, Anamy Lemos e Lorena Carvalho, dos poetas Ranyere Cerqueira e Zecalu, da sexóloga Raquele Carvalho e do ator Jean Marques. Alguns quadros do artista plástico Jean Lima foram expostos no evento, que teve ainda a apresentação da dançarina do ventre Sidinha Damasceno. Durante toda noite, o palco esteve aberto para a participação do público.
O dia também foi marcado pela estreia da exposição de fotos sensuais "Todo fogo é santo", de autoria da fotógrafa Izabela Souza, da Bela Boudoir, uma das organizadoras do sarau. Dez mulheres foram fotografadas para a mostra, que está em sua primeira edição e permanecerá no Zabumbar durante todo o mês de março. "O intuito do projeto foi exaltar a sensualidade da mulher que está fora dos padrões de beleza impostos pela sociedade", explica Izabela. 

Segundo a professora universitária Rejane Santana, a homenagem ao Dia da Mulher foi uma manifestação inovadora na cidade. “Achei a proposta do sarau riquíssima, diferente e libertária”, classifica. Quem também apreciou o sarau foi o policial civil carioca Rômulo Brito. De passagem no dia por Feira de Santana, ele chegou ao Zabumbar por acaso, enquanto procurava um lugar para se distrair na cidade. “Encontrei um evento repleto de gente animada, música boa e recitais de poesia, onde pude experimentar um pouco mais da cultura baiana e nacional”, diz. Formado em Letras, Rômulo subiu ao palco para declamar um soneto de Vinícius de Moraes.

Quebra de tabus

A ideia de homenagear as mulheres com um sarau erótico partiu da apresentadora do Muito Prazer, Raquele Carvalho. “Queria promover um espaço de diálogo sobre o tema (erotismo) que ainda é bem polêmico e cheio de tabus, através de manifestações artísticas”, conta a sexóloga, sem esquecer de dar os créditos aos parceiros. “O sarau foi completo tanto na adesão do público, quanto na qualidade das apresentações, e isso só foi possível porque todos os envolvidos abraçaram o projeto desde a fase de concepção à execução”, afirma Raquele.

Não por acaso o sarau foi intitulado Dercy or not Dercy, em referência à atriz e humorista Dercy Gonçalves, como relata a produtora cultural da Clover Comunica, Lorena Carvalho, responsável por dar o nome ao evento. “Dercy representa a mulher que decidiu não ter filtros, sofreu por isso, mas persistiu em seu propósito de ser artista e ganhar o mundo. Ela representa a mulher que tem poder de escolha sobre sua vida e que não deve ser julgada por isso. A mulher que deve ser do jeito que ela quiser: recatada ou atirada”, esclarece.
Para o poeta Zecalu, o evento foi transgressor. “E a transgressão é o que faz a evolução”, defende o autor do livro Meio Poema Basta. “Achei muito interessante dar essa tônica do erotismo, da sexualidade, porque é uma das principais questões que pautam essa busca da mulher por uma equivalência de direitos, sendo um grande tabu, um tema reprimido por muito tempo e a possibilidade de expressar, manifestar, debater, fortalece essa afirmação da mulher, conscientizando a sociedade de que é mais uma liberdade que deve ser respeitada sem que signifique uma banalização ou promiscuidade como alguns entendem e querem impor”, reconhece o artista.

E no que depender do empresário Júlio César Gordiano, proprietário do Zabumbar Rock Bar, o sarau vai entrar para o calendário do estabelecimento. “Ficamos muito felizes com a receptividade e participação ativa do público, e esperamos desenvolver outros projetos dessa magnitude, fomentando a arte e promovendo a cultura feirense”, promete.


Enviado por Raquele Carvalho
Fotos: Renato Lima e Ananda Nunes
Fonte: Assessoria de imprensa:  Mara Rocha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui

FNO

Sua marca no melhor lugar!