27 de out de 2017

CINEMA E TEATRO EM FEIRA DE SANTANA

ONDE FOI O CINE ÍRIS HOJE É UM ESTACIONAMENTO DESCOBERTO, O PRÉDIO FOI DEMOLIDO!

Cine Theatro Santana (Postagem do Blog Santanópolis) 

Em sua tese de mestrado em História pela Universidade Estadual de Feira de Santana, Aline Aguiar Cerqueira dos Santos diz que o Cine-Theatro surgiu, em 1919, a partir da fusão com o Cinema da Vitória e o teatro. “E tal espaço passou a ser utilizado tanto para as exibições de filmes, quanto para os diversos espetáculos teatrais, musicais e literários. Sobre a mistura dessas duas artes, Raimundo Fonseca, ao se reportar à realidade soteropolitana, argumenta o quanto isto foi conflituoso, posto que o cinema, por ser ainda uma novidade no início do século XX, não tinha adquirido o prestígio que o teatro tinha”.
Vieram os anos 50. Grupos como o Taborda tentavam se rearticular. Em 1957, surgiria a Sociedade rural e Artística de Feira de Santana (SCAFS), por iniciativa de nomes como Raymundo Pinto, Francisco Caribé, Olney São Paulo, Francisco Barreto, que marcaria época no soerguimento do movimento teatral a partir da década de 60. Neste mesmo período, já existiam o Cine-Theatro Íris e o Cine Santanópolis, que funcionava como auditório do ginásio do mesmo nome, com seus quase 1.200 lugares. Era um deslumbre verificar nas matinês centenas de jovens formando longas filas para adquirir os ingressos e negociar a troca de gibis e revistas em quadrinho. “Às segundas-feiras eram reservadas para os famosos bang-bangs, que tinham como tradicionais ‘mocinhos’ Buck Jones, Kay Maynard, George O’Brien, Tom Mix e outros”, lembra o cronista Antônio Moreira Ferreira, ou Antônio do Lajedinho.

João Carlos

 para 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui

FNO

Sua marca no melhor lugar!