25 de jul de 2017

Unesco lança site para ajudar jovens a entrar no mercado de trabalho


Quando entramos no Ensino Médio, já começamos a pensar nas possibilidades para o futuro, nos desafios da vida profissional e a pesquisar informações sobre o mercado de trabalho.
Encontramos diversos materiais sobre a universidade ideal, a profissão que mais tem a ver com a nossa personalidade, competências e retorno financeiro. Porém, existem poucos conteúdos voltados para as habilidades sociais e os desafios implicados quando se quer arrumar um emprego.
Para ajudar a preparar os jovens para a entrada no mercado de trabalho, a UNESCO lançou, no mês de junho, a plataforma EduLivre. O portal oferece conteúdos para complementar a educação pessoal e profissional de estudantes entre 16 e 19 anos, com lições aplicadas à vida real e uma linguagem fácil, trabalhando com diversos recursos digitais.
A iniciativa pretende estimular a autonomia dos alunos que ainda não completaram o Ensino Médio, mas querem ir além do aprendizado na sala de aula, melhorando as suas chances de emprego. Na plataforma, é possível acessar aulas de português e matemática, assistir a vídeos e desenvolver habilidades pessoais como organização, iniciativa e trabalho em equipe.

Trilhas de aprendizagem trabalham competências 

O portal traz lições curtas e objetivas sobre situações que contribuem para um bom desempenho no mercado de trabalho, todas ilustradas. Dividido em trilhas, o conteúdo aborda temas como o relacionamento com colegas, a resolução de problemas e a comunicação oral e escrita.
Dentro das trilhas, o aluno tem acesso a lições com exemplos práticos e situações do dia-a-dia, para que aprenda a desenvolver seus talentos e utilizá-los tanto na vida pessoal quanto na empreitada para conseguir um emprego. O estudante escolhe o que quer trabalhar: desenvolvimento pessoal, ambiente de trabalho ou efetividade pessoal. Na sequência, lê sobre um conceito e depois faz alguns exercícios para testar o seu conhecimento.
Além de ter um design simples, para que os usuários encontrem o que procuram facilmente, uma das vantagens dessa plataforma é que as lições são concluídas em poucas etapas e todo o seu progresso fica salvo até o próximo acesso. Você pode acompanhar o desempenho no perfil pessoal. As trilhas também têm espaço para comentários e interação entre os alunos.

Ferramenta incentiva a contratação

O EduLivre também tem uma área destinada às empresas, na qual é possível encontrar profissionais e ter acesso ao currículo enviado pelos estudantes dentro da plataforma, além de cadastrar vagas de emprego. As empresas também podem criar competências personalizadas, o que diminui a necessidade de treinar quem já é usuário do site e pretende se candidatar a uma vaga.

Você pode ser colaborador

O site também estimula a participação da comunidade com o perfil de colaborador. Assim, o usuário pode levar o EduLivre para o seu bairro, avaliar os conteúdos da web e orientar o uso da ferramenta.
Para ter acesso ao conteúdo, é preciso se registrar no site com um e-mail ou através de uma conta do Facebook ou Google +.  O projeto é uma parceria da UNESCO com o Serviço Social da Indústria (SESI) e o Banco Intramericano de Desenvolvimento (BID).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui