13 de jun de 2016

Beco é nosso do dia dos Namorados foi de muito som e muita arte


Jah People
No palco do Beco do projeto “O Beco é Nosso”, quem abriu a manhã deste dia 12 de junho, dia dos namorados, foi o reggae da Banda Jah People que tem à frente o cantor Rios Vitration, levando paz, amor, tranquilidade e consciência social através da música que contagia o mundo por gerações gerações.

Para Rios Vitration a importância de tocar no Beco da Energia é poder mostrar o trabalho da banda e a música da periferia, do gueto e o conteúdo transformador das mensagens. “Assim como o Beco é Nosso, o reggae também é nosso e é muito importante estar difundindo nossa música aqui dentro,” enfatizou o cantor.

Magrelo

Enquanto isso, os grafiteiros brindavam o Beco com artes relacionadas ao dia dos namorados. O grafiteiro “Magrelo”, artista oriundo da cidade de Santo Estevão, o qual tem importância na história de revitalização do Beco da Energia, visto que foi um dos primeiros artistas a grafitarem as paredes de lugar. Desta feita estava a grafitar novamente, mas, além de doar o seu talento às paredes do Beco, Magrelo ministrou uma oficina de grafite aos interessados e disse à nossa reportagem que é importante esse contato com o público e essa valorização para conscientizar as pessoas de que o grafite não é pichação e sim uma arte.

Genivan de Lêda


Na sequência quem subiu ao palco foi o cantor Genivan de Lêda, que fez todo mundo cair no forró com o mais autêntico do ritmo no segmento chamado “pé de serra” cantando músicas autorais e sucessos conhecidos em todo Brasil.  



E na fusão de linguagens artísticas pôde-se conferir também os números do mágico e ilusionista Junior Dark, que entre os números apresentados chamou muito atenção com o número no qual ele quebrou um copo americano de 200 ml com a força do pensamento e da concentração, impressionando de fato ao público expectador.


Jefferson Moura e Banda


Jefferson Moura e Matheus Matayara levaram a distorção das guitarras ao palco do Beco deixando a galera Rock ‘n Roll energizada e fizeram o púbico vibrar cantando e tocando clássicos do rock, do manguebeat e das misturas de rock com forró e baião.

Um momento que vale a pena ser destacado foi a participação do cantor e compositor Piza, que fez uma versão rock ‘n roll da música de autoria própria “Sexta-cheira” cantando e tocando triangulo tendo como participação especial o percussionista Bel da Bonita que tocou bateria numa pegada inédita.

Bruno Bezerra e Banda


E quem fechou o dia de música foi o cantor e compositor Bruno Bezerra com seu som Rock n’ Roll misturado com sertanejo de raiz apresentando músicas autorais do trabalho mais recente a exemplo de ‘Cabruêra’ e canções de grandes ícones da música tal como Raul Seixas cantando “Que luz é essa”.


Para Bruno Bezerra a movimentação em torno do Beco da Energia e projeto “O Beco é Nosso” mostrou que o amor à arte é incondicional, visto que, o Beco foi e é o lugar que acolheu a cultura de Feira de Santana de maneira forte, sendo caracterizada pela diversidade de público com faixas etárias das mais variadas e artistas de diversos segmentos artísticos se apresentando e prestigiando. “Isso aqui é só o começo, sempre tivemos grandes artistas e pouco apoio, mas as coisas estão mudando... Você vê que o salto foi quântico. Tá dando um pulsar que tenho certeza que vai transformar Feira de Santana em um polo cultural e fomentar o turismo através da nossa cultural,” finalizou o artista.      

Fonte: Blog O Beco é Nosso

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui

FNO

Sua marca no melhor lugar!