15 de mar de 2016

Um hábito que já é costume legado dos barracões universitários


Desde que a folia momesca concentrava-se na avenida Getúlio Vargas, uma tradição já se fazia presente e fixou-se na Micareta de Feira de Santana. Os barracões universitários sempre foram disputados. Famosos, o de Engenharia Civil e Geografia engrenaram a festa. Daí, foram surgindo outros diversos. Educação Física, Direito, Fisioterapia, Enfermagem etc

São espaços disputados, que oferecem, além dos serviços costumeiros de bar, boates, palcos, dançarinos(as) que animam a noite. Tudo para tornar o ambiente mais atrativo e alegre.

Entre as passagens de trio, o som anima a turma. E quando acabam as atrações, inclusive as da prefeitura, quem dá continuidade? Eles, os barracões universitários. Lotados, principalmente de jovens em sua maior parte, há uma competição por cada metro quadrado. Passa uma atração, e as pessoas praticamente espremem-se até o final da barraca, colidindo com o balcão de bebidas e lanches.

Cadeiras e mesas não têm vez, já que não sobra lugar direito para os foliões. E se acaba o bloco, a galera volta subindo o percurso e se encontra no tão conhecido point.
O point universitário é coordenado por estudantes dos cursos das universidades e faculdades de Feira de Santana. Geralmente pinta uma novidade, já que a competição é acirrada, e há até premiação entre as melhores barracas universitárias, que ficam localizadas no início do percurso.


por Laísa Melo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui

FNO

Sua marca no melhor lugar!