8 de mar de 2016

Edital da SECULT lança site sobre vida e obra de Carybé

foto: lavadeiras-hector-bernabo-carybe
O projeto de criação do site www.carybe.com.br, sobre a vida e obra do artista plástico Carybé, foi idealizado por Gabriel Bernabó, neto do artista e vencedor do Edital Setorial de Museus nº28/2012 do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (IPAC), com recursos do Fundo de Cultura da Bahia. O site será lançado na próxima quarta-feira (09), às 17h, no Palacete das Artes (Rua da Graça, 289), em Salvador. O Palacete é um dos espaços culturais do IPAC que administra ainda os museus de Arte Moderna (MAM), de Arte da Bahia (MAB), Solar Ferrão, Passeio Público e Parque Castro Alves. O IPAC é autarquia da Secretaria de Cultura do Estado (SecultBA).

“A ideia surgiu do desejo de levar o artista Carybé, grande muralista brasileiro e com vasta representação em museus no mundo, para que todos pudessem ter acesso à sua obra. O site é um tributo a memória dele”, afirma Gabriel Bernabó, vencedor do edital. O produto funciona como um portal e um ‘museu digital’ do artista. O internauta pode acessar o site em português e espanhol. Com reconhecimento internacional Carybé influenciou o imaginário e a propagação da cultura baiana em diversos países. O site traça um panorama histórico, biográfico e estilístico.

    De acordo com o diretor geral do IPAC, João Carlos de Oliveira, os editais integram a política pública de fomento à cultura implantada pela SecultBA. “São ferramentas transparentes e democráticas na distribuição de recursos públicos que possibilitam que especialistas, artistas e produtores atuem na política cultural de maneira concreta e efetiva com recursos do Fundo de Cultura”, explica o dirigente estadual.

RESTAURAÇÃO – O IPAC já promoveu várias ações com obras ou sobre o artista Carybé, como exposições no MAB e no MAM, e a mostra ‘100×100 Carybé Ilustra Jorge Amado’ que ficou em cartaz no Solar Ferrão (2013), ou atividades de restauro e educação patrimonial quando o IPAC restaurou o painel ‘Panorâmica da Cidade do Salvador’ de Carybé, no Complexo Educacional Carneiro Ribeiro, onde se encontra a Escola Parque tombada pelo IPAC como Patrimônio da Bahia.

João Carlos destaca que Carybé é foi artista de excelência, extremamente atuante, trabalhando com dezenas de técnicas, com obras de arte em espaços públicos e privados, monumentos e edificações, na cidade de Salvador. “Estamos satisfeitos em participar de mais um produto para preservar a memória e obra desse grande artista”, diz o diretor do IPAC.

A coordenadora de Editais do IPAC, Ana Coelho, destaca que com a digitalização e disponibilização online, o projeto contribui para a democratização do acesso aos bens culturais. Mais informações sobre editais, na assessoria técnica (Astec) do IPAC, via telefone (71) 3117-7482 e endereço editais.ipac@ipac.ba.gov.br. Fique informado:www.ipac.ba.gov.br, facebook ‘Ipacba Patrimônio’ e twitter ‘@ipac_ba’.

ARTISTA - Hector Júlio Paride Carybe, conhecido artisticamente como Carybé, foi um importante artista plástico, pintor, gravador, escultor, ceramista, ilustrador e desenhista argentino, naturalizado brasileiro. Nasceu na cidade argentina de Lanús em 7 de fevereiro de 1911, e faleceu em Salvador, em 2 de outubro de 1997. Apaixonado pela Bahia, Carybé tornou-se conhecido com suas obras que valorizavam a cultura baiana, os rituais afro-brasileiros, a capoeira, as belezas naturais e arquitetônicas da Bahia. Carybé fez ilustrações para livros de escritores famosos, ilustrou a capa de livros do escritor baiano Jorge Amado e também do livro Cem Anos de Solidão de Gabriel Garcia Márquez, livro Macunaíma, de Mário de Andrade. Uma de suas obras mais conhecidas é o conjunto de painéis “Os povos afros”, os “Ibéricos” e “Libertadores” de 1988. Estas obras fazem parte da decoração do mural do Memorial da América Latina, situado no bairro da Barra Funda em São Paulo. Entre suas principais obras estão: São Jorge (1956), Baianas (1957), Feira (1964), Capoeira (1974), Murais do  Memorial da América Latina (1988), Os Conjurados (1995).

Assessoria de Comunicação – IPAC
Jornalista responsável Geraldo Moniz (DRT-BA nº 1498)
Texto-base: Ully Gomes (estagiária de jornalismo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui

FNO

Sua marca no melhor lugar!